Cisternas no Semiárido 💦🌵
O semiárido é uma região que ocupa 18,2% (982.566 Km²) do território nacional, abrange mais de 20% dos municípios brasileiros (1.135) e abriga cerca de 11,84% da população brasileira.
A maior parte do Semiárido situa-se no Nordeste do país e também se estende pela parte setentrional de Minas Gerais (o Norte mineiro e o Vale do Jequitinhonha), ocupando quase 18% do território do estado.
Como é natural das regiões semiáridas, esse volume de chuva é menor do que o índice de evaporação. No Semiárido brasileiro, esse índice é de 3.000mm por ano. Isso provoca um déficit hídrico desafiador para quem vive lá.
Tanto a ausência ou escassez das chuvas, quanto a sua alta variabilidade espacial e temporal são responsáveis pela ocorrência das secas – um fenômeno natural e cíclico nesta região. Outro fator de influência é a pequena profundidade do solo e sua composição cristalina que reduz a capacidade de absorção da água da chuva e limita o abastecimento dos aquíferos subterrâneos.
Estima-se que mais de 90% das águas das chuvas não são aproveitadas devido à sua evaporação e ao seu escoamento superficial.

 

 

Aquecimento Global 🌎
A questão da água está diretamente ligada ao aquecimento global, pois impacta na distribuição anual das chuvas, aumentando o período seco ou de estiagem.
As regiões brasileiras críticas e que mais podem sofrer com a mudança climática são o Nordeste, a zona de transição para a Amazônia, que compreende o Piauí e o Maranhão e as áreas orientais da Amazônia.
O aquecimento global deve estar influenciando o regime de chuvas no semiárido, pois 2017 é o sexto ano seguido de estiagem severa. Neste período, quase 80% das cidades do Nordeste decretaram estado de emergência ou de calamidade por seca ou estiagem pelo menos uma vez. No Piauí apenas 4 cidades não entraram em estado de emergência.

Desafio e cisternas 🙌🏼
Por todos esses motivos, é um desafio viver no semiárido, e uma das formas de enfrentar esse desafio, é a construção das cisternas para armazenamento das águas das chuvas. A água acumulada serve tanto para consumo humano, quanto para uso na agricultura e criação animal. Assim, a primeira tecnologia implantada na região, a cisterna de placa de cimento, representa um marco na busca da soberania hídrica e alimentar no Semiárido brasileiro.

Por isso somos uma Empresa amiga e parceira do Comitê Betinho para construção de cisternas no semiárido, pois entendemos a importância desse projeto que leva dignidade as famílias que lá vivem, pois como relata Eneas Salati, a falta de água é a principal barreira ao desenvolvimento. 💞

Referências
Comitê Betinho – Ação da Cidadania – www.comitebetinho.org.br Comitê Betinho
ASA – Articulação no Semiárido Brasileiro –www.asabrasil.org.br
http://www.ruscheleassociados.com.br/…/eneas-salati-%E2%80…/
Foto de Pedro Paulo Nascimento

Comentários

Leave A Comment

Junte-se ao nosso boletim informativo

Thank you for your message. It has been sent.
There was an error trying to send your message. Please try again later.

Publicações relacionadas